Criticando Alma Carioca Bar e Grill
Confesso que tinha a maior implicância. Pela localização, pelas TVs de plasma que via da calçada... Algo me fazia resistir a entrar no Alma Carioca . "Mil vezes o Baixo Botafogo", pensava eu, com um desdém altivo que só aqueles que se julgam do lado "correto" se permitem sentir. Ainda assim, nunca deixei de admirar o projeto do bar, moderno e bonito. No começo da semana, porém, fui lá com um amigo que se encontrava nas redondezas. Era para ser coisa rápida, uma sad hour que talvez nem chegasse a se estender pelos 60 minutos regulamentares. Reclamar da vida e tomar uns drinques, nada mais. Foi aí que, entre boas caipivodcas de lima e frutas vermelhas (R$ 12, com matéria-prima nacional), pedimos um caldinho de feijão (R$ 8): estava ótimo. "É feijão do bom e está muito bem temperado", disse o meu amigo. Mas não era só isso. Além de bem temperada e espessa, a porção era de respeito, servida num bowl e acompanhada por torresmo e alho picadinho. "Caldinho", no caso, é apenas força de expressão: "caldão" seria mais apropriado. Entusiasmados, decidimos arriscar a porção de linguiça mineira acebolada (R$ 15) e tivemos, mais uma vez, uma farta surpresa. Para garantir que realmente estava tudo ótimo, repetimos o feijão... O ótimo atendimento, o lugar bonito e agradável (as TVs são mantidas sem som, salve, salve!), a comida boa, o álcool - tudo, enfim, contribuiu para tornar happy uma hour que se pretendia sad . Ponto para o Alma Carioca .
Alma Carioca Bar e Grill