Resumo Foz do Tejo
Na intenção de seguir à risca as tradicionais receitas da terrinha, o português Jaime Vitorino resgatou dos antigos livros de sua família segredos para fazer do estabelecimento uma casa portuguesa, com certeza! O menu traz um pouco da história dos pratos. E algumas iguarias que merecem destaque são a releitura da mãe de Vitorino para o bolinho de bacalhau, moldado em duas colheres (como manda a tradição); os sonhos de salmão defumado; e as pataniscas, apresentadas nas versões bacalhau, polvo e camarão. Entre os pratos principais, figuram a Açorda Real, enriquecida com camarão e lagosta; o polvo à Lagareiro, acompanhado de batatas ao murro; as costeletas de porco à Alentejana; e a lagosta à Foz do Tejo, envolta em molho da casa e acompanhada de arroz de Champagne. Já entre os doces, toucinho do céu, pudim à Abade de Priscos, arroz-doce Saloio e pudim de laranja garantem o final feliz.
Foz do Tejo